Bolo de fécula de mandioca com coco e queijo

IMG_20170211_161543479

A fécula de mandioca é vendida em mercados, lojas de produtos naturais (na onda do sem gluten ….). É o mesmo polvilho das receitas de pão de queijo, biscoitos.

Adaptei uma receita tradicional do Norte do Brasil, o Bolo de Goma, que geralmente é salgado para um bolo doce.

 

Ingredientes:

4 ovos
1 xícara de chá de leite
1/2 xícara de chá de óleo de milho
2 xícaras de farinha de trigo
1 e 1/2 xícaras de fécula de mandioca (usei esta marca  )
1 xícara de chá de açúcar
1 colher de sopa rasa de fermento químico
1/2 xícara de chá de coco ralado seco
1/2 xícara de chá de queijo parmesão ralado

 

Preparo

  1. Ligue o forno a 180º (médio) para préaquecer. Unte uma forma redonda com margarina e polvilhe com farinha.
  2. Bata no liquidificador o leite, os ovos inteiros, o açúcar e o óleo.  Junte aos poucos a fécula de mandioca, bata até ficar uma massa lisa.
  3. Numa tigela junte a farinha de trigo, o coco e o queijo ralados e o fermento. Despeje por cima a mistura batida no liquidificador e misture bem.
  4. Coloque na assadeira e leve ao forno por 35 mim ou até que esteja dourado.  Espete um palito e se sair seco desligue e tire do forno deixando esfriar na assadeira sobre uma grade.

Desenforme ainda morno e sirva com café. Rende 10/12 pedaços.

IMG_20170211_165712166

Bacalhau com batatas (bacalhoada)

bacalhau

O prato de bacalhau mais conhecido é a  tradicional bacalhoada. Leva além do ingrediente principal, muito azeite de oliva,  batatas, ovos, azeitonas, cebolas, alho e em algumas versões (influência espanhola) além de tomates, pimentões.

Aqui em casa preferimos a versão sem pimentão, que por ter sabor mais forte acaba encobrindo o azeite, que co-estrela junto com o bacalhau em lascas ou postas.

 

Ingredientes:

500 gr de bacalhau dessalgado e em lascas (afervente ligeiramente se preferir)
1k de batatas cortadas em rodelas
azeitonas pretas
Cebolas em rodelas a gosto
Alho picado a gosto
1 e 1/2 xícara de chá de azeite de oliva (não precisa ser o extra-virgem)
2 tomates em rodelas
2 ovos cozidos e em rodelas
sal se necessário

Preparo

  1. Pré-cozinhe as batatas descascadas e em rodelas em água e pouco sal e escorra. (devem ficar ainda um pouco firmes para acabar de cozinhar no azeite com os demais ingredientes).
  2. Forre um refratário com as batatas, as lascas de bacalhau as cebolas previamente refogadas em azeite e o alho.
  3. Alterne  camadas com batata/bacalhau e os demais ingredientes.
  4. Na última camada coloque as rodelas de tomate, os ovos  e azeitonas.
  5. Regue generosamente com o azeite e leve ao formo por cerca de 1 hora.

 

Serve 4 porções generosas.

 

Pão de Páscoa português

Aqui em casa nos juntamos na cozinha e fizemos algumas receitas antigas, tradicionais da época, antes que entre a falta de tempo, os  horários apertados  para as refeições e o abandono do caderno de receitas de família elas sejam irremediavelmente perdidas.

Etapas de preparo

Receita do folar de páscoa

Ingredientes  

para o pão:

  • 800 gr de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa (rasas) de açúcar
  • 1 colher de chá  de sal
  • 1 copo de água morna
  • 1 envelope de fermento biológico seco
    (ou 2 tabletes de fermento biológico fresco desmanchados conforme instrução da embalagem)
  • 1 xícara de café de azeite
  • 3 ovos grandes
  • 1 gema para pincelar

 

Recheio:

  • 1 linguiça defumada portuguesa (150 gr) em fatias
  • 1 paio (100 gr) em fatias
  • 150 gr de bacon (toucinho defumado) em cubinhos

Preparo

Massa:

  1. Colocar   a farinha numa tigela  e misturar o fermento seco .
  2. Bater os ovos, o óleo, o sal e o açúcar e juntar com a farinha na tigela.
  3. Misturar e ir acrescentando a água morna até dar liga e ficar uma massa uniforme.
  4. Transferir para uma superfície enfarinhada e trabalhar (sovar) a massa por 5 minutos.
  5. Colocar numa vasilha enfarinhada, cobrir e  manter em local aquecido para crescer por 1 hora ou até que dobre de tamanho.

Abrir a massa em três partes, forrar uma assadeira (tabuleiro)ou forma própria para pão  e colocar os pedaços da linguiça/paio/bacon bem distribuidos.

Cobrir com a 2a. parte da massa, repetir a colocação das carnes, cobrir com a parte final da massa, apertar bem as bordas para não abrir ao assar. e deixar descansar por mais 30 minutos.

Pincelar com a gema batida e levar para assar em forno médio, pré-aquecido, por 40/45 minutos.

Tabule (salada de trigo)

imagem arabian cookIngredientes:

 

  • 1  xícara de trigo para quibe lavado e escorrido
  • 1 cenoura ralada
  • 1 cebola picada
  • 1 pepino japonês em cubinhos
  • Folhas de  hortelã fresca
  •  Azeite de oliva a gosto
  • Sal
  • Tempero sírio ( pimenta da jamaica,  cravo da índia em pó, pimenta do reino preta,  noz moscada ralada,  canela em pó)
  • Folhas de alface americana lavadas
  • Mini tomates lavados

Preparo

  1. Ponha  o trigo por cerca de  15 minutos de molho em água fria. Lave e escorra bem, espremendo levemente.
  2. Coloque  o trigo numa tigela, junte a cenoura, a cebola e o pepino , tempere com o azeite, o sal, as especiarias,  misturando bem para incorporar tudo. Deixe descansar por 30 minutos na geladeira.
  3. Sirva sobre as folhas de alface, junto com  os tomates e as folhas de hortelã .
  4. Sirva com pão sírio ou como salada de entrada.

Pratos natalinos tradicionais de família – filhoses

Das  receitas tradicionais da minha família para o Natal, não podem faltar  as filhoses ( originais de Portugal).
Por  trata-se de uma receita trabalhosa (em termos),  a tradição se perdeu em muitas casas e as receitas nem sempre passaram das  avós portuguesas  para as netas brasileiras.
Infelizmente a receita aqui de casa foi sendo modificada e já não é a original que veio com a minha avó.

Filhoses de Natal

  • 3 tabletes de fermento fresco ou 2 envelopes de fermento biológico seco
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 k de farinha de trigo
  • 120 ml de água morna
  • 100 ml de azeite
  • 1 pitada de sal
  • 6 ovos
  • Óleo para fritar (fritura por imersão)
Calda:
  • 250 gr de mel
  • 100 ml de água
  • 1 colher de chá de canela em pó
Preparo

 

  1. Em uma vasilha colocar o  fermento e o  açúcar e misturar até esfarelar, juntando a água morna até dissolver. Junte 1 colher de sopa de farinha de trigo, misture e deixe crescer por 10 minutos.
  2. Em outra vasilha coloque  a farinha e adicione os ovos, o azeite, a pitada de sal e o fermento preparado.
  3. Misture com as mãos e vá  juntando o restante da farinha até  formar uma massa lisa.
  4. Transferir da vasilha para uma superfície enfarinhada e trabalhar a massa até ficar lisa e elástica.
  5. Colocar numa vasilha, cobrir e deixar dobrar de volume ( 1 hora ).
  • Pegar pedaços da massa já crescida  e trabalhar  uma bola, achatando no centro e esticando para  abrir em rodelas (o centro deve ficar fino e as bordas grossas).
  • Numa panela de fundo grosso aqueça  o óleo e frite as filhoses, até ficarem  douradas

  • Escorra sobre papel toalha e reserve.

Calda: junte o mel, a água e a canela em pó, leve ao fogo médio até levantar fervura. Reduza para fogo baixo e  com o auxílio de um garfo passe as filhoses reservadas nessa calda e coloque num prato de servir.

Opção: se preferir ao invés de mergulhar na calda polvilhe açúcar e canela sobre as filhoses e regue com mel.

Cuscuz de milho com leite de coco

 

Ingredientes

  • 2 copos  de farinha de milho flocada (250 g)
  • 1 copo de água (200ml) aproximadamente
  • 1 pitada de sal
  • 1 vidro pequeno de leite de coco
  • mel ou açúcar a gosto
  • manteiga para acompanhar (opcional)
Preparo:
  1. Numa vasilha junte  a farinha de milho, o sal e hidrate  com a água até formar uma farofa úmida. Deixe repousar por 10 minutos.
  2. Coloque numa panela cuscuzeira ou panela de cozimento a vapor, tampe e leve ao fogo médio  por cerca de 15 a 20 minutos.
  3. Retire da panela, transfira para um prato e cubra com o leite de coco e mel.
  4. Sirva fatiado, acompanhado de manteiga.

 

Dica da embalagem da farinha de milho flocada:
Para conseguir um cuscuz perfeito umedeça os flocos sempre minutos antes do preparo. Nunca umedecer e deixar na geladeira. Após umedecer os flocos, misturar bem a massa para que todos os flocos recebam um pouco de umidade, fazendo com que ao passar o vapor o cuscuz cozinhe e fique macio.

 

Utensílios:

 

Origem da receita: Nordeste